Localização da Construção Ecológica

 

O primeiro passo é escolher onde se localizará sua construção. Deve-se pensar no seu posicionamento relativo às outras áreas do terreno, que desempenharão diferentes funções. O zoneamento e a setorização do espaço deve ser pensado de maneira com que cada um dos elementos se beneficiem mutuamente da posição do outro. Desta maneira se tira melhor proveito de todos esses elementos e se economiza energia. Esses são conceitos de design da permacultura, aplicados ao espaço de vivência. Depois de organizado o sítio parte-se para o movimento de terra. A matéria-prima principal do superadobe é o subsolo do próprio terreno, por isso inicia-se o processo com a escavação. Os primeiros 30cm de terra devem ser eliminados, pois são constituídos de restos orgânicos de folhas, galhos, animais, entulhos, etc. O solo ideal é o que possui características argilosas, pois possui uma maior capacidade aglutinante. Por isso é importante realizar testes com terra retirada de diferentes pontos do terreno e diferentes profundidades, e se necessário realizar uma mistura entre essas terras para se conseguir a consistência ideal. Pode-se realizar, por exemplo, o teste do pote de maionese com terra e água, mexendo-se e esperando sedimentar, para se avaliar a composição daquela terra. Para o superadobe não é necessário ter muita rigorosidade, por isso uma análise da cor, o odor e da “mordedura” da terra já é o suficiente.

casa-de-adobe-h

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.