Economia, conforto e sustentabilidade no mesmo projeto. É possível?

sustentabilidade-e-economia

Sem nenhuma sombra de dúvida estamos em um momento social onde economizar energia e água tornou-se fundamental para a permanência da nossa sociedade. Assim, escolher projetos sustentáveis para sua casa ou comércio é uma questão ética, para consigo mesmo e com o mundo em que vivemos.

Melhor aproveitamento da luz solar, reutilização da água da chuva e facilitação da circulação de ar e dimunição da temperatura do interior do ambiente são alguns exemplos de práticas ecologicamente corretas que acarretam em economia. Porém, é possível que um projeto seja, ao mesmo tempo, sustentável e mantenha as características de conforto atuais que as pessoas se acostumaram?

Para mim sim, com toda certeza. As práticas sustentáveis estão ligadas justamente ao conforto, não apenas momentâneo da sociedade, mas com vistas no seu futuro. O princípio básico de um projeto sustentável é o mesmo da natureza: mínimo esforço com máximo aproveitamento. Pensando assim, uma construção planejada dentro destes princípios tende a ser mais estruturada para servir de abrigo para o ser humano e portanto, mais confortável.

Em construções já prontas também é possível incluir práticas sustentáveis com reformas simples de layouts e substituição de equipamentos. Mesmo atitudes simples como a substituição da iluminação por lâmpadas de alto rendimento, até utilização de eletrodomésticos mais eficientes, já fazem a diferença. O importante é iniciar o processo e perceber que, na maioria das vezes, e com uma boa orientação, o processo é mais simples do que se imagina.

Dúvidas sobre obras e reformas? Consulte-me: Luiza Burkinski – Arquiteta arquitetura@luizaburkinski.com.br Fones: (11) 2768-7886 / (11) 99379-7886

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.