mao-de-obra-qualificada
5 Super Dicas para Economizar na Reforma da Casa
24 de dezembro de 2017
10 vezes em que nos apaixonamos pelos chuveiros no jardim
3 de janeiro de 2018

Construções Sustentáveis: Práticas e tendências para o Brasil

construcao_sustentavel_luiza_burkinski

A construção sustentável, eco construção ou construção verde é sinônimo de uma obra ecologicamente correta que, desde seu projeto, foi baseada em soluções para amenizar os impactos ambientais, sem renunciar às ações e soluções interligadas às tendências de modernidade de arquitetura e urbanismo.

Definição:

Construção Sustentável pode ser definida tecnicamente como um projeto que tende a implantar modificações conscientes desde a concepção de um projeto, até sua execução, ampliação, reforma e até mesmo demolição.

Há duas certificações de grande expressão no mercado para esse segmento:

Leadership in Energy and Environmental Design (LEED): concedida pelo GBC, certificou 80% dos projetos reconhecidos como verdes no mundo;
Alta Qualidade Ambiental (Aqua): baseada no francês HQE, foi o primeiro selo desenvolvido no país e já certificou cerca de 20% das edificações em todos os continentes.
Construções Sustentáveis: Práticas e tendências para o Brasil

Benefícios das construções sustentáveis em ambientais, econômicos e sociais.

30% NO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA
35% NA EMISSÃO DE GASES DE EFEITO ESTUFA
50% NO CONSUMO DE ÁGUA
50 A 80% NO DESCARTE DE RESÍDUOS
8 A 9% NO CUSTO OPERACIONAL TOTAL DA OBRA
Um projeto de construção sustentável com um acréscimo de 1 a 7% no custo de implantação, porém valoriza o preço do imóvel em cerca de 10%.

Tendências em construções sustentáveis:

MERCADO AQUECIDO: O mercado continuará em alta nos próximos anos, impulsionado pelo crescimento dos imóveis comerciais e das construções públicas, como instituições e universidades.
ECONOMIA DE ÁGUA: Será cada vez mais comum a captação da água da chuva em cisternas e adoção de descargas no banheiro com baixo consumo de água, chuveiros/torneiras certificadas quanto ao seu consumo e telhados verdes.
ENERGIA ZERO: Construções reconhecidas por produzirem mais energia elétrica do que consomem ao longo do ano, utilizando meios de produção como painéis fotovoltaicos ou sistemas eólicos.
RETROFIT ECOLÓGICO: Adaptar construções antigas às tendências sustentáveis auxilia na valorização de edificações que perdem competitividade no mercado imobiliário.
ENERGIA SOLAR: Coberturas de edifícios, galpões, fábricas, casas e estacionamentos serão cada vez mais usados para instalação de placas solares para produção de energia. Em grandes centros, como o Rio de Janeiro e São Paulo, já existem projetos instalados em que o morador é capaz de zerar sua conta mensal de energia fornecida pelas companhias distribuidoras. Confira alguns exemplos de microgeradoras de energia.
EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Tendência em todos os tipos de prédios (residenciais, comerciais e públicos), a adoção de vidros especiais para as janelas, bem como dimensões e localizações são algumas das preocupações atuais que devem ser adotadas com mais frequência nos próximos projetos.
Incentivos para a implantação de projetos arquitetônicos sustentáveis:

Os governos municipais, estaduais e federal possuem enorme potencial para incentivar as construções sustentáveis. Desde o fomento às boas práticas com campanhas e incentivos locais, até a inclusão do assunto em legislações urbanísticas, incentivos tributários e alianças estratégicas com companhias de energia, água e esgoto.

Um exemplo de avanço ante eco construções foi a publicação do decreto presidencial 7.746/2012, que determina que durante as licitações do governo para execução de obras públicas, sejam levados em consideração a sustentabilidade nos critérios técnicos dos contratos.

Em relação aos municípios existem bons exemplos de incentivo às construções sustentáveis. Um deles é o IPTU Verde adotado em Guarulhos/SP. O plano consiste em um conjunto de benefícios fiscais concedidos ao contribuinte que construir ou reformar sua empresa ou casa, implantando soluções sustentáveis dentro dos critérios regulamentados pela Lei 6.793/2010. Cada solução ambiental implantada e mantida pelo proprietário rende os descontos no IPTU anual por cinco anos consecutivos.

Para saber mais, leia a matéria completa no Boletim de Tendências de Construção Civil e acompanhe outras como essa no Sebrae Mercados. Lá você irá encontrar sugestões dos nossos especialistas para inovar e impulsionar seu negócio, além de ficar por dentro das novidades do mercado de Construção.

Dúvidas sobre obras e reformas? Consulte-me:
Luiza Burkinski – Arquiteta
arquitetura@luizaburkinski.com.br
Fones: (11) 2768-7886 / (11) 99379-7886 / (11) 7741-9361

http://www.sebraemercados.com.br/construcoes-sustentaveis-praticas-e-tendencias-para-o-brasil/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>